30 de set de 2011



Nos últimos meses, ou melhor, nas últimas temporadas, a estamparia ganhou ainda mais evidência nas passarelas, dentro e fora do Brasil. Sem dúvida, a Prada é a maior culpada. Suas frutas e padronagens tropicalistas subiram ao topo da lista de desejos de verão. Foi uma questão de tempo para a massífica legião de "fast fashions" colocar seu equivalente nas araras.

Na moda masculina o efeito foi o mesmo. Em pouco tempo vimos Jil Sander, Louis Vuitton e a própria Prada jogando nas passarelas suas opções para os marmanjos. No Brasil, British Colony, Triton e Colcci se saíram bem nas referências.

E como a tendência só é dita como certa se for parar nas ruas, O Homem e a Moda selecionou várias imagens para você usar como inspiração e correr na sua loja preferida em busca de uma peça. Frutas, listras, cores, etnias e vontades, correr certos riscos na moda é sempre tão bom!




Seu comentário é sempre bem-vindo!

12 de set de 2011


"Você pode viver até os cem anos se abandonar todas as coisas que fazem com que você queira viver até os cem anos."

"E se tudo que conhecemos for uma ilusão, e nada existe de verdade? Nesse caso, acho que paguei demais pelo tapete da sala."

"Eu era muito jovem para ter um carro, então transava com as moças no banco de trás de minha bicicleta."

Frases do cineasta Woody Allen

♪♫ "Soul Meets Body" por Death Cab For Cutie

T-shirt: M. Officer
Calça: Renner
Bolsa: Marc Jacobs
Cinto: Vintage (até demais)
Chapéu: Acervo pessoal
Dockside: Riachuelo

Deixe um comentário!

5 de set de 2011



O grupo religioso Amish foi, sem dúvida, um dos pontos de partida de Kris Van Assche para a última coleção masculina da Dior Homme. O conservadorismo elevado ao máximo em linhas naturais, neutras e clássicas, fazendo um contraponto inevitável com a Maison que cria fantasias e desejos para as mulheres.

No desfile de Paris, essa coleção da Dior Homme já tinha ganhando minha simpatia e era uma das mais bacanas em anos. As túnicas, chapéus e shapes austeros casaram perfeitamente com o tema. A boa e velha moda redondinha e bem feita.

Agora a grife lança um vídeo tão bom quanto o desfile. “The Wanderer” (O Andarilho) parece um rito de passagem em que o som do vento é a melhor música para os ouvidos. Passivo de interpretações, o filme apresenta moda, conceito e arte de um jeito bem peculiar. Olha só. O Homem e a Moda adorou.


Postado originalmente no site MárciaTravessoni.com.br

Comente!