20 de fev de 2013



O assunto? Música. O artista? Nonono. Mas vou começar o post comentando sobre um aplicativo chamado Indie Shuffle, que nada mais é que um apanhado de canções (que você provavelmente nunca ouviu falar na sua vida até escutar por lá) que são disponibilizadas pra áudio em combos diários, entre músicas vindas dos mais variados países, remixes e versões, além da gente ganhar um textinho em cada escolha explicando porque devemos clicar no PLAY

Pois foi exatamente lá que descobri o trio sueco Nonono, que têm no currículo nada mais, nada menos que duas canções, isso mesmo, duas! Certamente influenciados pelo que o The Knife e sua Fever Ray fazem no segmento eletrônico, o Nonono segue um caminho certeiro na música independente. Human Being e Like the Wind só reforçam a expansão da música sueca, que de uns anos pra cá vem ganhando o mundo com sua originalidade. 

Não, não, eles não tem nada de muito fashion, até porque é raro encontrar fotos do grupo, mas a música impressiona, vicia e deixa a gente com aquele gostinho de quero mais. Tô na fase Human Being, e escuto cerca de 5 vezes por dia (!!!). Nonono corre o sério risco de viciar você também, mas a dica é apreciar SEM nenhuma moderação, embora o repertório seja minúsculo, pelo menos até a publicação dessa matéria...  





UPDATE: Só foi eu terminar de postar pro grupo atualizar a setlist. Eles acabaram de lançar o vídeo da versão acústica de uma música chamada Down Under. Play.

18 de fev de 2013


 
♪♫ Shell Suite por Chad Valley

Quem mora pras bandas do Nordeste é assim mesmo: basta cair uma chuvinha pra correr no guarda-roupa e jogar um blazer ou casaqueto por cima do look, mas é bom demais, né? É aquela oportunidade pra gente ficar, sei lá, mais elegante... Quanto a minha escolha, percebi que os desenhos animados andam chamando atenção do povo da moda, principalmente as personagens de “Os Simpsons”, tudo graças ao último desfile de Jeremy Scott em NY. Então, quando vi a peça do meu amigo Miltin, peguei emprestado N-A H-O-R-A. 

Não dá pra perceber muito bem, mas por dentro usei um suéter ligeiramente tropical, com estampas de algumas frutas, pra dar aquela lembrada que eu tô mesmo é no Ceará, e que o calor aqui vem a qualquer momento, embora a temporada seja de chuva. Da cintura pra baixo, o habitual: calça skinny + mocassim. 

Vejam o look, comentem e podem até se inspirar, mas não esqueçam de dar o PLAY na musiquinha ali em cima. Chad Valley é meio que transcendental. 


Suéter: Brechó Reinvenção | Blazer: Emaús | Calça: Renner | Sapato: Häufen