31 de mar de 2011



De que adianta fazer uma foto e não sentir emoção? De que adianta fazer um curso de fotografia e não enxergar além do óbvio? De que adianta querer ver, mas sequer saber o significado, mesmo que seja apenas pra você e pra mais ninguém? A fotografia é um conjunto de nuances, verbos, substantivos e adjetivos que se unem em prol da arte, da beleza, do fazer as pessoas viajarem ou sentirem emoções outrora esquecidas.

Pascal Grob é jovem, mora em Zurique e tem uma vida simples. Fotografa com alma, apenas o que gosta, o que sente que poderá virar uma fonte de inspiração. Não hesitar quanto ao que deve ser focado em suas lentes transformam suas imagens em arte. Mas não pensem em monumentos impressionantes ou pessoas bizarras andando pelas ruas, Pascal gosta do básico, da natureza e da força de expressão.

Algumas vezes melancólico, outras com fendas abertas para a animação de festas, shows e semanas de moda, a arte de Pascal está presente. Pode parecer que estou elevando demais o nível do menino, mas de que vale ter décadas de experiência e não sentir um pingo de amor pelo faz? “O Homem e a Moda” deixa a dica: Visual Diary of Pascal Grob é um exercício de inspiração.


Conheça do blog de Pascal Grob clicando AQUI.

3 comentários:

Tecidos para festa disse...

Adorei o blog o conteúdo é muito bom.

Obrigado!

Desejo Proibido disse...

Excelente blog! Vou visitá-lo sempre...

Lucas Magno disse...

Queridos, muito obrigado pela visita e os elogios. Faço esse blog com muito carinho.

Beijo grande!