28 de set de 2010


Ser livre, ser você mesmo, ser ousado, ou simplesmente ser. A moda tem muito disso, o que você realmente é, é o que você certamente irá vestir.

Pode parecer confuso, mas o legal é quando se brinca com o novo e o inusitado, elevando o nível do que se faz e mostrando que o homem também pode se vestir de maneira inovadora. James Long conseguiu, mais uma vez, imprimir o conceito de novidade e qualidade em suas peças. Para o verão 2011, ele une resultados fantásticos nas padronagens e nas estruturas das roupas. Usou de desfiados, destruídos, venceu a barreira das cores e as jogou na passarela para todos os lados e gostos, mexeu com o imaginário com sua arte, que ao mesmo tempo foi classicista e atualmente exagerada.

"O Homem e a Moda" aprovou.


E você, o que achou do verão de James Long?

2 comentários:

Geovana Arruda disse...

Realmente mecheu muito com as cores, parabéns pelo post!! BJOS!1 :)

Paulinho disse...

Nossaaaa muitoo lokooooo